sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Preços, riscos, efeitos secundários e clinicas em Portugal

Tudo sobre botox - Preços das aplicações de botox, riscos, efeitos secundários, creme botox e clinicas de estética em Portugal que aplicam botox.

História do Botox

Na procura de alternativas para o tratamento não cirúrgico do estrabismo, pelo oftalmologista americano Alan B. Scott, no fim dos anos 60, foram utilizadas amostras de toxina botulínica tipo A testadas em músculos extra-oculares de macacos. Com o sucesso da experiência foi publicado em 1973 o primeiro trabalho acerca do assunto pelo oftalmologista Alan B. Scott, onde se confirmava a toxina botulínica tipo A uma opção eficaz no tratamento não cirúrgico do estrabismo.

Scott recebe autorização da FDA (Food and Drug Administration, USA), já na década de 70, para a utilização da toxina botulínica tipo A em seres humanos, de modo a levar a cabo estudos durante 1977 e 1978. Foi então que o oftalmologista chegou à conclusão que quando injectada, a toxina, relaxava os músculos, e, assim sendo, numa aplicação local, interrompia o movimento muscular normal, levando à correcção de vários problemas.

Foi então quando Jean e Alastair Carruthers, oftalmologista e dermatologista, respectivamente, observaram a redução das rugas em pacientes tratados com fins terapêuticos, que surgiu o uso cosmético da toxina botulínica tipo A. Desde então, o uso da toxina tem sido alvo de estudos mais aprofundados, utilizado há mais de 15 anos, é considerado o procedimento cosmético de maior crescimento em todo o mundo.

A toxina botulínica tipo A, mais vulgarmente conhecida por botox (não fazer confusão entre botox, a toxina e Botox, marca americana que comercializa a toxina) é utilizada, na sua maioria, em meio hospitalar/terapêutico para uso neurológico e oftalmológico e cosmético para corrigia as rugas. Contudo, estas não são as únicas aplicações possíveis da toxina botulínica tipo A.

Aplicações terapêuticas do botox

Blefaroespasmo – doença neuro-muscular que causa a contracção involuntária dos músculos, causando o fecho repetitivo e involuntário da pálpebra dos olhos. A aplicação da toxina botulínica tipo A em redor dos olhos paralisa os músculos em questão, dissimulando o problema até 4 meses.

Estrabismo – doença que ocorre por assimetria na contracção dos músculo oculares, onde a aplicação de botox ajuda a diminuir a força muscular de um dos olhos e, assim sendo, alinham-se os globos oculares.

Distonia cervical – doença caracterizada pela contracção involuntária dos músculos do pescoço, causando movimentos abruptos e dolorosos. Recomenda-se a aplicação de botox nos músculos do pescoço de 3 a 4 vezes por ano.

Hiperidrose: a transpiração que se verifica nas axilas, palmas das mãos, pés e couro cabeludo também pode ser controlada pelo uso da toxina botulínica tipo A, esta funciona como inibidor do funcionamento das glândulas sudoríparas. Os resultados duram entre 4 a 8 meses.

Enxaqueca: aprovado recentemente para o tratamento da enxaqueca, o botox, é aplicado nos músculos da cara e do pescoço e, a médio prazo, diminui a incidência da enxaqueca.

Sumariamente, a toxina botulínica tipo A pode ser utilizada em quase todos, de ressalvar, quase todos os tratamentos que envolvam a contracção involuntária dos músculos, mas lembre-se que para isso, nada melhor que consultar um especialista certificado.

Aplicações cosméticas do botox

Olhos e sobrancelhas – falada em toda a parte, a toxina botulínica tipo A promove o desaparecimento das rugas, relaxando os músculos depressores (responsáveis pelo endurecimento da expressão facial). O botox quando aplicado nesta área eleva as sobrancelhas e melhora o aspecto da pele.

Boca – a utilização de toxina botulínica tipo A é um possível tratamento utilizado para atenuar as rugas resultantes da contracção muscular, muitas vezes nomeadas de rugas de sorrir. Este tratamento pode ser também utilizado para o aumento de volume labial. O efeito da aplicação dura cerca de 6 meses.

Nariz – o tratamento cosmético por via da toxina botulínica tipo A no nariz é utilizado, normalmente, com o objectivo de levantar o nariz, paralisando o músculo da ponta do nariz, impedindo-o de cair durante uma conversação. O efeito da utilização do botox para este pode durar até 9 meses.

Pescoço – para combater as rugas horizontais, a flacidez ou a gordura indesejada, a utilização da toxina botulínica tipo A ajuda a melhorar a aparência, porém não tão visível como no rosto. Também recomendado, o botox, na eliminação da tensão no pescoço. Os resultados duram cerca de 2 meses.

Cabelo/Couro cabeludo – a utilização do botox no tratamento capilar é inovador e tem como objectivo combater os cabelos danificados. Porém, este tratamento não utiliza a toxina botulínica tipo A, o nome deriva dos efeitos semelhantes à utilização da mesma. O “botox capilar”, ao contrário de outros procedimentos, não fragiliza os fios, repara as fissuras dentro da fibra capilar. Durante cerca de 3 meses são visíveis os efeitos do procedimento.

Pele oleosa – a toxina botulínica tipo A também é indicada no tratamento de peles gordurosas. Notam-se efeitos como a suavização da textura, brilho e luminosidade da pele, que duram entre 4 a 8 meses.

Efeitos secundários do Botox

Registam-se efeitos secundários de várias ordens, os quais podem durar dias, e outros, com menor frequência, podem durar meses, entre eles estão as dores de cabeça, náuseas, dores no local da injecção, perturbação da linguagem – disfasia –, dores no pescoço, infecções no aparelho respiratório, erupções cutâneas, entre outras. Lembre-se sempre de recorrer a clínicas especializadas e certificadas, onde lhe possam dar toda a informação e esclarecer todas as suas dúvidas. A utilização irresponsável da toxina botulínica tipo A pode levar à morte, devido ao seu composto venenoso.

Riscos do Botox

Complementando os efeitos secundários, a utilização do botox é desaconselhada a mulheres grávidas ou a amamentar, assim como a pessoas alérgicas à toxina botulínica tipo A e portadores de doenças degenerativas. Quanto ao desaconselhamento a grávidas, estas não tem de se preocupar, durante a gravidez o botox torna-se desnecessário, pois a pele da mulher na fase de gravidez torna-se muito suave.

Creme botox

Existe também no mercado um creme associado ao botox, é necessário realçar que não tem os mesmos efeitos, ou seja, actua com menor intensidade, contudo é considerado um óptimo coadjuvante ao tratamento pela toxina botulínica tipo A. Sumariamente, o creme Argireline não bloqueia totalmente os músculos, apenas parte, tornando-se uma alternativa, embora menos eficaz, sem intervenção médica.

Preços das aplicações de Botox

Em Portugal não existe uma tabela de preços fixos, variando de clínica para clínica e de tratamento em tratamento, contudo estima-se que o preço médico ronde os 300 e 800 euros. Não se esqueça que, muitas vezes, preços demasiado baixos podem estar relacionados com menos boas práticas médicas. Há que ter em conta a relação preço/qualidade.

Clínicas em Portugal


Algarve:
- Clínica Milénio
Estrada Nacional 125, Maritenda, Vilamoura

Aveiro
- Corporación Dermoestética
Av. dos Congressos da Oposição Democrática, 61

Braga
- Corporación Dermoestética
Av. Liberdade, 459

Coimbra
- Corporación Dermoestética
Rua João Machado, ns. de policia 17 e 19

Lisboa
- Beauty and Everything
Avenida Casal Ribeiro, 18
- Clínica essência da Mente
Av. da República, 47c Algés, Lisboa, Lisboa 1495-011
- Clínica M6
Edifício Monumental; Av. Fontes Pereira de Melo, 51 C 1º Piso
- Clínica Milénio
Rua Manuel Silva Leal – 11c
- Clínica MyMoment
Expo, Parque das Nações – Alameda dos Oceanos, 4.43-01.J
- Clinica Newbody
Edifício Monumental, Av. Fontes Pereira de Melo, nº 51 C 1º
- Clínica Thalassa
Av. 5 de Outubro, 104, 3o Andar Lisboa
- Corporación Dermoestética
Avenida António Augusto Aguiar, 30C

Porto
- ABClínica
Av. Da Boavista, 2121, 1º; edifício Passeio da Boavista
- Corporación Dermoestética
Rua Do Almada, 630 (Edif Mapfre)


Bárbara Sousa
16/09/2011